Exclusivo. Ativista Ana Loureiro detida por explorar negócio de prostituição 

17 nov, 16:33
Prostituta e advogado acusados de montar armadilha contra juiz

Em causa estão suspeitas do crime de lenocínio

Ana Loureiro, a conhecida ativista pela legalização da prostituição em Portugal, com intervenções públicas na Assembleia da República, foi esta quinta-feira detida pela PSP pelo crime de lenocínio, apurou a CNN Portugal. 

Em causa, o incentivo à prostituição pela exploração que faz de outras mulheres, com contrapartidas financeiras nomeadamente numa casa em Évora onde foi alvo de buscas e detida.

Ana Loureiro, recorde-se, foi recentemente acusada num outro processo em que é suspeita de ter montado uma armadilha a um juiz sobre quem afirmou, no Parlamento, que enquanto recorria a serviços de prostituição visionava vídeos de menores vítimas de abusos sexuais. Segundo o Ministério Público, essas declarações não têm fundamento nem aderência à realidade e Ana Loureiro foi acusada por difamação agravada.

Agora detida por lenocínio, deverá ser amanhã presente a tribunal em Lisboa.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados