Representantes dos trabalhadores da ANA ouvidos hoje na AR sobre privatização

Agência Lusa , DCT
4 jun, 06:40
ANA Aeroportos

A privatização da ANA ao grupo francês Vinci foi anunciada em 27 de dezembro de 2012 e concluída em setembro de 2013, num processo controverso que motivou chamar os intervenientes a prestar esclarecimentos no parlamento mais de uma década depois.

Os representantes dos trabalhadores da ANA Aeroportos são esta terça-feira os primeiros a ser ouvidos na Assembleia da República, no âmbito de um conjunto de audições sobre a privatização da empresa, que ocorreu há mais de uma década.

Por requerimento do PS, são ouvidos na Comissão de Economia, Obras Públicas e Habitação a Comissão de Trabalhadores da ANA Aeroportos, a Comissão de Trabalhadores da Portway, o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava), o Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Aeroportos e Aviação (Sindav) e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Sintac).

A privatização da ANA ao grupo francês Vinci foi anunciada em 27 de dezembro de 2012 e concluída em setembro de 2013, num processo controverso que motivou chamar os intervenientes a prestar esclarecimentos no parlamento mais de uma década depois.

O grupo parlamentar do PCP tinha apresentado uma proposta para criação de uma Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar, “tendo por objeto apurar as responsabilidades políticas e administrativas dos Governos e dos Conselhos de Administração da ANA Aeroportos que envolveram a privatização da empresa e as suas implicações para o Estado e a gestão da rede aeroportuária nacional”, mas foi rejeitada com os votos contra do PSD, PS e CDS e a abstenção do Chega.

Por requerimento do PCP, vão ser chamados ao parlamento o antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, o antigo ministro das Finanças Victor Gaspar, a antiga secretária de Estado do Tesouro Maria Luís Albuquerque, o antigo secretário de Estado das Infraestruturas Sérgio Monteiro, o presidente do Conselho de Administração da ANA, José Luís Arnaut, o presidente executivo da empresa, Thierry Ligonnière, e as organizações representativas dos trabalhadores da gestora aeroportuária.

Já o PSD requereu as audições dos ex-ministros das Infraestruturas socialistas Pedro Marques, Pedro Nuno Santos e João Galamba, do presidente do Tribunal de Contas, José Tavares, do juiz conselheiro relator do relatório de auditoria sobre a privatização da ANA, José Manuel Quelhas, e da juíza Maria José Brochado, bem como dos ex-presidentes do Conselho de Administração da Parpública Joaquim Pais Jorge e Pedro Ferreira Pinto.

Economia

Mais Economia

Patrocinados