Serão os porcos a solução contra as colisões de aves com aeronaves? Este aeroporto acha que sim

CNN , Jack Guy
8 jan, 20:00
CNN
CNN

PUB

Os porcos podem não voar, mas talvez tenham um papel a desempenhar na prevenção de acidentes aéreos.

Um projeto do aeroporto de Schiphol, em Amesterdão, incluiu a contratação de 20 porcos com vista à redução de colisões aéreas entre aves e aeronaves.

PUB

As colisões entre aeronaves e aves de maiores dimensões, como gansos, podem representar sérios riscos, principalmente se os animais foram sugados para dentro dos motores.

Schiphol registou cerca de 150 colisões com aves em 2020, disse à CNN a porta-voz do aeroporto, Willemeike Koster, e o projeto-piloto é uma das várias medidas que o aeroporto está a adotar numa tentativa de reduzir o número de incidentes.

O projeto-piloto consistiu em soltar os suínos numa plantação de beterrabas situada entre duas pistas, num terreno com cerca de dois hectares, para que estes comessem o remanescente da última colheita, informou o aeroporto num comunicado à imprensa em setembro.

Os animais foram alugados à Buitengewone Varenas, uma pequena exploração suinícola que cria os animais ao ar livre.

PUB
PUB
PUB

O aeroporto de Schiphol entrou em contacto com a empresa e perguntou se os animais poderiam ir ao aeroporto comer os restos da colheita que atraíam gansos e outras aves, disse o coproprietário Stan Gloudemans à CNN.

A primeira vantagem é que os suínos podem ajudar a tornar a região menos atrativa para as aves, ao retirar-lhes uma fonte de alimento. A segunda vantagem é que, sendo carnívoros, também vão tentar apanhar gansos que pousem no terreno para descansar, acrescentou Gloudemans.

Embora os porcos não sejam rápidos o suficiente para apanhar efetivamente os gansos, acabam por espantar e afugentar as aves, disse ainda.

A exploração suinícola de Gloudemans produz cerca de 300 leitões por ano. Os animais são normalmente enviados para vários cantos dos Países Baixos para limpar ervas daninhas ou restos de colheitas e não como parte de medidas de segurança aérea, informou.

"Foi um pedido muito estranho”, disse, acrescentando: "Para a próxima, talvez me peçam para afugentar ladrões ou algo do género."

PUB
PUB
PUB

O aeroporto de Schiphol informou que o sucesso do projeto será avaliado através de uma análise da atividade das aves na região durante o período em que os porcos estiveram no local, em comparação com restantes períodos.

O aeroporto já emprega 20 controladores aéreos que trabalham 24 horas por dia para manter as aves afastadas do aeroporto, utilizando tecnologia como raios laser e sons incomodativos e plantando relva especial para fazer com que a zona seja “o menos apelativa possível para as aves”, disse Koster.

Este projeto-piloto teve a duração de seis semanas e terminou na primeira semana de novembro, informou Koster, que acrescentou que foi “informativo”. Os dados recolhidos serão analisados nos próximos meses e uma decisão relativamente à utilização destes animais a longo prazo está prevista para o início deste ano, disse ainda.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ciência

Mais Ciência

Patrocinados