Um mistério do supermercado: porque é que as alcaparras vêm em frascos tão pequenos e estreitos?

CNN , Allison Morrow
6 jul, 12:00
Alcaparras Foto CNN

Este frasco comum de 60 gramas de alcaparras é frustrantemente fino. Há razões para isso. E meios para consegui-lo - assim como truques para tirá-las de lá

Há certas más decisões de design que parecem persistir sem razão aparente. Como quando se compra uma tesoura mas não se consegue chegar a ela porque está presa dentro de um invólucro de plástico duro que, para abrir, requer... uma tesoura. Ou o rato da Apple, com a porta na parte de baixo, o que o torna inutilizável durante o carregamento.

Estas frustrações não tornam um produto mau, por si só; são apenas incómodas. O tipo de pequenas fricções que nos fazem pensar: "Porque é que eles fizeram isto?

Nenhuma colher normal cabe dentro das aberturas estreitas do típico frasco de vidro para alcaparras. Mas se as deitarmos para fora, corremos o risco de perder a essencial salmoura. Mesmo que tenha um utensílio extremamente pequeno para pescá-las, não existe uma solução com um só mergulho: na melhor das hipóteses, é possível apanhar três ou quatro de uma só vez, e qualquer receita de piccata ou de salmão que se preze pede, pelo menos, uma dúzia de alcaparras. Porquê, meu Deus, porque é que eles fazem isso?

Esta é uma história sobre uma das experiências menos consequentes mas mais agudamente irritantes da vida moderna: obter um número suficiente de alcaparras daqueles frascos do tamanho de uma casa de bonecas em que são vendidas.

A resposta curta e insatisfatória? As alcaparras são caras, por isso os produtores vendem-nas em frascos mais pequenos para tornar cada unidade mais acessível. Mas a razão para os frascos altos em vez dos baixos é uma história mais longa.

A história das alcaparras

Para os não iniciados, as alcaparras são os botões não amadurecidos, do tamanho de uma ervilha, do arbusto da alcaparra espinhosa, ou Capparis spinosa. Se os botões amadurecerem, obtêm-se as bagas de alcaparra, que são parecidas com azeitonas. A alcaparra é um arbusto resistente, mais feliz quando enraizado num penhasco rochoso sob o sol quente do Mediterrâneo.

As alcaparras são normalmente colhidas à mão e depois secas em sal ou conservadas numa solução de vinagre. iStockphoto/Getty Images

Diretamente da vinha, as alcaparras são terrivelmente amargas. Mas alguém, algures (provavelmente há centenas de anos), meteu na cabeça pegar nesses botões praticamente não comestíveis, secá-los num barco cheio de sal marinho e depois reidratá-los.

Depois de curadas e em conserva, as alcaparras tornam-se pequenas bombas de sal perfeitas para colocar numa salada niçoise ou numa piccata de frango. Não é ilegal pedir um bagel de salmão em Nova Iorque sem alcaparras, mas devia ser.

Porquê frascos tão estreitos?

É difícil encontrar uma explicação definitiva para o elegante frasco de vidro em que são apresentadas. Os principais fornecedores de alcaparras, a Cento e a Goya, não responderam aos pedidos de comentário.

Os tópicos do Reddit sobre o assunto tendem a defender a teoria de que os frascos de vidro altos e magros mantêm as alcaparras frescas, garantindo que ficam submersas na sua salmoura.

Russell Zwanka, diretor do programa de marketing alimentar da Western Michigan University, considera que esta é uma teoria plausível.

"Compreendo a frustração de uma colher que não encaixa e não tenho uma resposta para isso", disse Zwanka. "Não sei porque é que não se pode torná-lo apenas mais meio centímetro maior."

Uma colher normal não é páreo para um frasco magro de alcaparras. Uma colher de medida estreita, se tiver uma, funciona bem. Rebecca Wright/CNN

Há uma outra teoria, mais virada para o lucro. É cortesia de Jeff Mezzetta, o presidente da marca alimentar privada californiana Mezzetta (que vende as suas alcaparras numa variedade de tamanhos de frascos, todos com espaço suficiente para uma colher de chá normal).

Os frascos finos têm um aspeto mais agradável, diz Mezzetta.

No fim de contas, há pouco valor prático no frasco pequeno. De facto, é muito menos prático, do ponto de vista dos produtores.

"Quanto mais alto e mais fino for o frasco, mais difícil é embalá-lo, porque fica mais inclinado nas linhas de produção e, com a abertura mais pequena, é mais difícil de entrar no frasco", afirma Mezzetta, um conhecedor tão apaixonado pela guarnição que até deu o nome de Alcaparra ao seu cão, um Labrador preto.

A sua opinião: "É principalmente porque algum marketeer acha que vão ficar mais elegantes na prateleira".

Essa teoria tem fundamentos económicos sólidos.

Psicologia dos supermercados

A embalagem dos alimentos tem muitas funções diferentes, diz Zwanka. É claro que mantém os alimentos frescos, evita o desperdício e garante que o produto pode ser expedido de forma eficiente.

"Mas também queremos ter a certeza de que os produtos são acessíveis", afirma.

Como as alcaparras são caras - e não são exatamente um alimento básico no frigorífico, embora as vendas nos EUA estejam a aumentar, de acordo com Mezzetta - as empresas alimentares optam por frascos mais pequenos para manter o custo por unidade para os consumidores.

Zwanka observa um dilema de embalagem semelhante com o açafrão, uma das especiarias mais caras do mundo. Quando o compramos na mercearia, é talvez desanimador ver alguns fios minúsculos embalados num frasco por 17 euros.

Formas populares de extrair alcaparras, de acordo com o Reddit: utilizar um descascador de batatas à moda antiga, uma pinça de cozinheiro, um pequeno escarificador de melão ou uma palhinha de boca larga. CNN

"Você precisa do frasco para que ele caiba no cesto de especiarias", diz ele. "Mas também não podes encher esse frasco, ou custaria uns 200 euros."

Se só usar algumas alcaparras por ano, um pequeno frasco que possa viver discretamente no frigorífico faz sentido para a maioria das pessoas. Os preços variam, mas um frasco de 90 gramas custa-lhe cerca de 4 dólares numa mercearia americana.

Ainda assim, pode perguntar-se: porque é que esse frasco é tão alto e estreito que é preciso uma lima de unhas para esfaquear as pequenas esferas verdes?

A culpa é do sucesso da Skinny Can Chic.

Ultimamente, se passear por um corredor dos refrigerantes nos EUA, vai reparar que as latas de bebidas emagreceram, espremendo as mesmas 12 para embalagens mais finas.

"Os consumidores vêem as latas finas como mais sofisticadas, o que os faz sentirem-se mais sofisticados", disse Duane Stanford, editor da publicação comercial Beverage Digest, à CNN no ano passado.

A mesma coisa está a acontecer no corredor da cerveja, observa Zwanka.

"Todos adaptaram o que consideramos ser a lata da Red Bull, porque foi a Red Bull que começou. Mas agora qualquer pessoa que queira indicar que a bebida é mais fina, mais leve, menos calórica, talvez mais saudável... coloca-a em latas mais finas."

Truques de cozinha

Os custos de mão de obra são a principal razão pela qual as alcaparras custam mais do que seria de esperar daquilo que é essencialmente uma erva daninha em conserva. A grande maioria das alcaparras que se encontram nas mercearias são cultivadas na natureza, em locais como Marrocos, Tunísia, Grécia e Turquia, e são colhidas à mão.

"Demora uma hora a apanhar um quilo, se formos muito rápidos", diz Brian Noone, que gere um viveiro de alcaparras por grosso em Adelaide, na Austrália do Sul. "O outro problema é que as pessoas tendem a pensar que as mais pequenas sabem melhor... Mas dá muito mais trabalho apanhar as mais pequenas", que são chamadas "não-pareis".

Capparis spinosa, a crescer num penhasco alto em Malta. domeniko/iStockphoto/Getty Images

Quando chegam à sua cozinha, há uma série de truques para tirá-las do frasco.

Uma página do Reddit sobre o processo universalmente frustrante intitula-se: "tirar as alcaparras daqueles estúpidos frascos estreitos".

Eis dicas e truques oferecidos pelos Redditors:

tentar uma colher de barra de metal comprida ou uma colher de medida de meia colher de chá; outras sugestões de utensílios comuns: um descascador de batatas à moda antiga, uma pinça de cozinheiro, um pequeno escarificador de melão, uma palhinha de boca larga.

"Eu uso um garfo pequeno. Como os de cocktail de camarão ou de caranguejo", diz um utilizador.

"Para mim, um garfo de sobremesa coreano! É uma cabeça de garfo minúscula num cabo comprido em forma de pauzinho", diz outro.

Mas talvez não exista uma solução tão simples como ir até ao fim - e deitar tudo fora.

Como disse um utilizador do Redditor: "nunca estive numa situação em que não decidisse usar todo o frasco minúsculo para o que estou a fazer".

Gastronomia

Mais Gastronomia

Na SELFIE

Patrocinados