Deutsche Welle fecha escritório em Moscovo depois de interditada pela Rússia. Jornalistas estão "em choque"

Agência Lusa , BCE
4 fev, 17:31
Deutsche Welle encerra na Rússia (EPA/YURI KOCHETKOV)

Este é o primeiro encerramento de um grande meio de comunicação social ocidental na história pós-soviética da Rússia e ocorre no contexto da crise entre Moscovo e o Ocidente sobre a Ucrânia, que receia uma invasão russa

A radiotelevisão internacional alemã Deutsche Welle fechou esta sexta-feira o seu escritório em Moscovo, depois de as autoridades russas terem interditado os seus programas em retaliação pela proibição de um canal pró-Kremlin na Alemanha.

"A equipa deixou de trabalhar na madrugada de hoje [sexta-feira] depois de lhe terem sido retiradas as acreditações", informou a emissora no seu site, acrescentando que o encerramento decidido pelas autoridades russas foi recebido pelos jornalistas com um "enorme choque".

A Rússia ordenou na quinta-feira o encerramento do escritório local da Deutsche Welle e interditou os seus programas como represália à proibição do canal russo RT de transmitir na Alemanha.

Listando as “medidas de retaliação” decididas por Moscovo, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia anunciou, em comunicado, o “encerramento do escritório local” da Deutsche Welle, a “retirada das credenciais a todos os funcionários” e a “interrupção das transmissões” no território russo.

Este encerramento é o primeiro de um grande meio de comunicação social ocidental na história pós-soviética da Rússia e ocorre no contexto da crise entre Moscovo e o Ocidente sobre a Ucrânia, que receia uma invasão russa.

O ministério russo anunciou ainda que estão previstas sanções contra “representantes do Estado alemão e estruturas públicas envolvidas na proibição da transmissão da RT”, refere o comunicado.

As sanções surgem na sequência da decisão do regulador alemão ZAK de proibir a transmissão na Alemanha do canal RT na internet e em aplicações de telemóvel (a transmissão via satélite já tinha sido interrompida em dezembro), dado que, explica o ZAK, a “autorização necessária” não foi “nem solicitada nem concedida”.

O RT tem sede em Moscovo e possui uma licença sérvia para transmissão por cabo e satélite, o que, segundo o canal, permite a sua transmissão na Alemanha, de acordo com a lei europeia, mas que o regulador considera, no entanto, insuficiente.

O porta-voz do chefe da diplomacia europeia, Peter Stano, considerou quinta-feira que a decisão de Moscovo de interditar a estação alemã é totalmente injustificada e ilustra uma vez mais o desrespeito pela liberdade de imprensa na Rússia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados