VÍDEO: fundador dos «ultras» do Hertha eleito presidente do clube

26 jun, 17:54
Kay Bernstein foi eleito presidente do Hertha Berlim

Kay Bernstein liderou a oposição à anterior direção e acabou por vencer à primeira volta com mais de metade dos votos

Kay Bernstein, fundador e líder da claque mais ultra do Hertha Berlim, foi eleito este domingo como novo presidente do clube, à primeira volta, com mais de metade dos votos dos associados do clube alemão.

O empresário de 41 anos recolheu 1670 dos 3016 votos e evitou uma segunda volta, tendo sido eleito para um mandato de dois anos, destacando, desde logo, como prioridade, a «recuperação da alma azul e branca» e a contratação de um novo treinador.

Uma eleição que reflete o descontentamento dos sócios, depois do Hertha ter evitado a despromoção da Bundesliga com uma vitória sobre o Hamburgo no play-off, depois de ter ficado em 16.º lugar da liga alemã.

Bernstein, fundador da claque Harlekins Berlin’98, considerada a mais «ultra» das claques do Hertha, liderou a oposição à direção do anterior presidente, Werner Gegenbauer, e acabou por receber a confiança dos sócios, vencendo o outro candidato, Frank Steffel, um político com ligações ao partido CDU.

«Obrigado pela confiança. Podemos tornar o nosso velhinho clube saudável por dentro, isso só é possível juntos. Cada um de nós é um embaixador da marca do Hertha BSC e temos todos que ajudar para que possamos reconquistar nossa alma azul e branca. Obrigado e #HaHoHe !», destacou no discurso de vitória.

Uma vitória comemorada com ambiente de estádio, com os habituais cânticos dos Harlekins Berlin’98, como pode ver no vídeo abaixo.

Relacionados

Patrocinados