Pilotos da Air France envolvidos numa luta no cockpit

CNN , Pierre Bairin e Lilit Marcus
29 ago, 20:33
Air France [Foto: Reuters]

Dois pilotos da Air France estiveram envolvidos numa altercação num voo e trocaram "gestos inapropriados" enquanto estavam no cockpit de um A320 com rumo de Genebra para Paris, confirmou a companhia aérea esta segunda-feira.

A discussão, que aconteceu em junho de 2022, levou à suspensão dos dois pilotos, que não foram nomeados pela Air France.

"O incidente foi rapidamente resolvido sem afetar a conduta ou segurança do voo, que continuou normalmente", disse um porta-voz da companhia aérea numa declaração.

"Os pilotos em questão estão atualmente suspensos de voar e aguardam uma decisão da administração sobre o resultado/tratamento do incidente. A Air France lembra que a segurança dos seus clientes e membros da tripulação é a sua prioridade absoluta".

Embora o incidente tenha ocorrido há dois meses, ele tornou-se público devido a uma reportagem publicada na semana passada no jornal de língua francesa Geneva Tribune, que alega que existem problemas estruturais maiores na Air France.

A CNN não confirmou nenhuma das acusações adicionais.

O Bureau d'Enquêtes et d'Analyses pour la Sécurité de l'Aviation Civile (BEA), o departamento governamental francês que supervisiona a indústria da aviação, afirmou que "emitiu uma recomendação de segurança relativa ao cumprimento de procedimentos por parte do operador".

Isto não foi provocado pelo incidente na cabina de pilotagem em Junho. Pelo contrário, a recomendação veio depois de um avião Air France A330 que viajava de Brazzaville para Paris ter começado a derramar combustível e ter sido desviado para aterrar no Chade a 31 de dezembro de 2021.

O relatório da BEA afirma que os pilotos não seguiram os procedimentos de fuga de combustível, que exigem que o motor afetado seja desligado para reduzir o risco de incêndio, resultando numa "redução substancial da margem de segurança do voo, tendo o incêndio sido evitado por acaso". Este não é um caso isolado, disse a BEA. "Através de um certo número de investigações recentes", observaram "que as tripulações em causa não tinham, por várias razões, voluntariamente ou não, levado a cabo determinados procedimentos de uma forma conforme", disse a agência no mesmo relatório.

No início deste ano, num incidente separado, um avião da Air France que chegava ao aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, passou por problemas técnicos e "instabilidade dos controlos de voo" durante a aterragem.

O avião Boeing 777, que tinha partido da cidade de Nova Iorque, aterrou com sucesso e nenhum passageiro ou membro da tripulação foi ferido. A Air France disse que os seus pilotos responderam adequadamente à situação, dando voltas e fazendo uma segunda tentativa de aterragem.

A Air France, que foi fundada em 1933, é a transportadora de bandeira nacional do país.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados