Beber água com limão pela manhã ajuda a emagrecer? Ponha estas gotas de verdade na sua vida (porque há outros benefícios)

1 mai 2023, 10:00

O limão é como tudo nesta vida, mesmo que combinado com essa coisa essencial que é a água: tem coisas boas e coisas más. Se está à espera de milagres, para emagrecer, não é esta combinação que vai mudar a sua vida. Mas o fruto tem muitos outros mitos que é preciso eliminar

Tem aquela amiga que lhe conta maravilhas sobre beber água com limão pela manhã? Ou aquela prima que não sai de casa sem este ritual? Bem, talvez acabe a enviar este artigo para elas. Por muito bons que sejam, não é o casamento entre a água e o limão que leva ao milagre do emagrecimento. Não somos nós que o dizemos, são os nutricionistas.

“Há quem acredite que beber água com limão em jejum ajuda a emagrecer. Esta é uma ideia falsa”, atesta a nutricionista Iara Rodrigues. E a colega Rita Ribeiro reforça: “a ideia não parece ser suportada pela evidência científica”.

Então, o que fazer para emagrecer, já que o milagre da água com limão é, afinal, um embuste? Só há um caminho, chamado “défice calórico”. “Para o emagrecimento, nada funciona exceto o défice de calorias feito com dieta e exercício físico. Tudo o resto não passa de mitos e modas”, conta Ricardo de Castro.

A dúvida tem também chegado ao Instagram da nutricionista Lillian Barros. E a resposta não podia deixar de ser semelhante: "O princípio para se perder peso é ingerir menos do que aquilo que gastamos ao longo do dia. Não há milagres, nem alimentos com calorias negativas ou bebidas e alimentos que emagreçam". 

(Pexels)

Limão: um fruto cheio de mitos

Cada copo de água com limão não traz só o mito do emagrecimento. Há muitos outros. E a nutricionista Iara Rodrigues já os sabe de cor. “Há quem defenda que o limão é útil para eliminar as toxinas do sangue. É uma informação incorreta. Os rins e o fígado, saudáveis, são suficientes para fazer o necessário detox do corpo”, aponta.

Mas há mais: “Outro dos mitos em torno da água com limão é que alcaliniza o organismo (ou seja, eleva o pH), o que também não é correto, pois a manutenção do equilíbrio do pH é feita naturalmente. Nenhum alimento consegue alterar o pH”.

A casca do limão até é rica em pectina, “um tipo de fibra solúvel com ação probiótica que contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e diminui o colesterol”. Então, mas um copo de água com limão pode fazer diferença a este nível? Parece que não. “Uma vez que não se consome a casca, e é quase inexistente a quantidade de pectina no sumo do limão, beber água morna com limão não seria suficiente para promover tal benefício”.

(Pexels)

Mas há um benefício de beber água com o limão (não tem é a ver com o limão em si)

Mas, se beber água com limão, não tem efeitos no emagrecimento, isto quer dizer que deve deixar de a beber? Não necessariamente. Porque a prima e a amiga podem, no fundo, lá no fundo, ter alguma razão no hábito que adotaram.

“Muitas pessoas bebem porque gostam do sabor, outras porque acreditam que fará diferença na sua saúde. E faz, só que não da forma como provavelmente julgam”, aponta Iara Rodrigues.

Porque, se juntar o limão deixar a água mais saborosa e isso fizer com que a beba mais, inclusive a começar o dia, a vantagem é clara nos níveis de hidratação. “Poderá ser interessante para a manutenção de um estado de hidratação adequado”, considera Rita Ribeiro.

Se começar o dia com este hábito de beber água, estará também a compensar as perdas de água por respiração e transpiração durante a noite. E não esqueça: devemos beber pelo menos 1,5 litros de água por dia.

"A água com limão, à semelhança da água sem limão, hidrata, e até pode ser uma boa opção para desprender os intestinos. A adição de limão fica ao critério de cada um, mas é apenas uma questão de gostos e não de potenciar o emagrecimento", atesta Lillian Barros.

E não se esqueça que o limão tem vitamina C, “nutriente que contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário, promove a melhoria da absorção do ferro e contribui para a proteção das células contra as oxidações indesejáveis”, aponta Iara Rodrigues.

Mas, completa Lillian Barros, as quantidades adicionadas "não são as mais significativas, pelo que será mais eficaz obter esta vitamina através de outras fontes". Onde mesmo? Pimentos, brócolos, couves, kiwis, laranjas, morangos, abacaxis e toranjas.

(Pexels)

Cuidado com os dentes (e não só)

Pedimos desculpa por sermos, outra vez, portadores de más notícias. Mas beber água com limão também pode trazer efeitos indesejados, que os nutricionistas conhecem bem. Isto porque “a acidez do limão pode danificar o esmalte dentário”, alerta Ricardo de Castro.

E é só? Não, porque o limão é ácido: também é uma “prática pouco interessante” para quem “sofra alguma perturbação digestiva, como gastrite ou refluxo”, conclui Rita Ribeiro.

"Relativamente a contraindicações, apenas é desaconselhada em casos muito específicos, nomeadamente quando surge azia ou refluxo associada ao consumo de alimentos mais ácidos", corrobora Lillian Barros.

(Pexels)

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados