Talibãs obrigam mulheres a serem acompanhadas por um homem para viajarem mais de 70 quilómetros

26 dez 2021, 11:11
Mulheres desfilam em apoio aos talibãs
Mulheres desfilam em apoio aos talibãs

Governo volta a apertar as regras aos direitos das mulheres, já depois de ter colocado novas regulamentações na televisão

PUB

O governo do Afeganistão atualizou este domingo as medidas a aplicar às mulheres no país. De acordo com o executivo liderado pelos talibãs, todas as mulheres que queiram viajar mais de 72 quilómetros vão ter de ser acompanhadas por familiares do sexo masculino.

De acordo com a nota publicada pelo Ministério da Promoção da Virtude e Prevenção do Vício, nenhum transporte deve ser oferecido a mulheres, a menos que estejam acompanhadas pelo marido, pai ou irmão.

PUB

"Não deve ser oferecida boleia às mulheres que não estejam acompanhadas por um membro da família e que queiram viajar mais de 72 quilómetros", confirmou Sadeq Akif Muhajir, porta-voz do ministério, em declarações à agência AFP.

Adicionalmente, nenhum homem deve dar boleias a mulheres que não estejam a utilizar o hijab, indumentária que pode chegar a cobrir todo o corpo.

Trata-se de mais um passo na restrição dos direitos das mulheres, que já tinham visto o governo pedir aos canais de televisão que parassem de transmitir novelas com atrizes. Nesse mesmo anúncio foi também pedido que as mulheres jornalistas utilizem o hijab enquanto estão a apresentar.

PUB
PUB
PUB

O governo pediu ainda à generalidade da população que parasse de ouvir música nos seus carros particulares.

A interpretação talibã do hijab - que pode cobrir apenas a cabeça ou todo o rosto - é ainda desconhecida, mas a maioria das mulheres já usam véu no Afeganistão.

Desde que tomaram o poder no Afeganistão, em agosto, os talibãs têm prometido sucessivamente um regime diferente daquele que impuseram anteriormente, mas vários relatos dão conta de que as mulheres continuam a ser impedidas de ter acesso à educação ou de frequentar cargos públicos.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados