Aeroporto em Santarém pode custar mil milhões de euros e ficar pronto em três anos

22 set, 07:38
Avião

REVISTA DE IMPRENSA. Há dois cenários em cima da mesa. Grupo Barraqueiro está convencido de que pode ser um bom negócio

O Aeroporto que o Grupo Barraqueiro prevê construir em Santarém pode ficar pronto em três anos e custar cerca de mil milhões de euros, avança o jornal Público esta quinta-feira.

A empresa tem dois cenários em cima da mesa. A opção mais económica e que contempla os números acima referidos é a da construção de um aeroporto regional para servir a zona Centro. Neste caso, a infraestrutura seria dotada de uma pista de 3300 metros e teria capacidade para 10 milhões de passageiros por ano.

A segunda hipótese é mais ambiciosa: este aeroporto pode tornar-se na infraestrutura que serve a capital. Para tal, seria dotado de três pistas e de um investimento de 4,5 mil milhões de euros, e teria a capacidade de chegar aos 100 milhões de passageiros por ano.

O Grupo Barraqueiro está convencido de que poderá fazer um bom negócio em Santarém, convicção dos estudos realizados com consultoras especializadas nos últimos três anos. Os autores do projeto argumentam que uma das grandes vantagens é a de que a construção deste aeroporto não necessitará de grandes gastos com a construção de infraestruturas complementares.

Caso avance, o aeroporto deverá situar-se entre a estação de Mato Miranda, na Linha do Norte, e a estação de serviço da BP na A1. A existência de espaço para crescer é também apontada como um dos pontos a favor da localização.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados