ADSE vai voltar a aumentar preços pagos aos privados

24 jan, 08:33

REVISTA DE IMPRENSA: Fornecedores privados de saúde argumentaram que, com a inflação, o preço pago não cobria os custos

A ADSE vai aumentar os preços que paga aos prestadores privados de saúde pela segunda vez em pouco mais de um ano. Segundo o jornal Público, este aumento foi autorizado pelo Governo com o objetivo de "recuperar atos médicos que têm vindo a abandonar as convenções com a ADSE e evitar saídas", explicou Eugénio Rosa, representante dos beneficiários no conselho diretivo da ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários públicos.

A proposta de revisão da tabela do regime convencionado foi apresentada depois de os grandes grupos de saúde terem feito pressão com o argumento da subida de custos devido à inflação.

"Um dos maiores problemas que a ADSE enfrenta resulta do facto de os prestadores, nomeadamente os grandes grupos de saúde (Luz, CUF, Lusíadas, Grupo Hospitalar do Algarve, Trofa) terem retirado das convenções muitas consultas de especialidade, exames e cirurgias, e também médicos, nomeadamente os mais diferenciados, com a justificação de que os preços pagos não cobrem os custos, nem permitem pagar honorários aceitáveis aos médicos", explicou Eugénio Rosa ao jornal.

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados