Rabo de Peixe: detido suspeito de atear fogo a apartamento por conflitos com os vizinhos

Agência Lusa , DCT
31 out, 17:05
João queria ter cinco minutos de fama. Para isso, planeou um atentado à sua faculdade

O homem, segundo a PJ, terá utilizado "como fonte de ignição a chama direta de um isqueiro, com o qual deitou fogo ao interior da fração que ocupava, num bloco de apartamentos do Estado"

Um homem, de 49 anos, foi detido, em Rabo de Peixe, nos Açores, suspeito de ter provocado um incêndio, no sábado, alegadamente com um isqueiro, num apartamento, anunciou esta segunda-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado o Departamento de Investigação Criminal dos Açores da PJ, explica que o detido "agiu num contexto de conflitos com os vizinhos", potenciados pelo "consumo crónico de estupefacientes e de bebidas alcoólicas".

O homem, segundo a PJ, terá utilizado "como fonte de ignição a chama direta de um isqueiro, com o qual deitou fogo ao interior da fração que ocupava, num bloco de apartamentos do Estado", na vila de Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel.

Apesar da "rápida atuação" dos bombeiros, o incêndio propagou-se para "todos os compartimentos da moradia" e "criou perigo para as residências contíguas, gerando alarme nos moradores", segundo a PJ.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados