Furacão Danielle não passa pelos Açores mas deve provocar chuva e vento

Agência Lusa , NM
5 set, 21:42
Furacão Danielle voltou à categoria 1, mas está distante dos Açores

De acordo com o IPMA, a intempérie "encontrava-se a 1.475 quilómetros a oés-noroeste (WNW) dos Açores”

O furacão Danielle não vai atravessar os Açores e deve perder as características tropicais, mas um sistema frontal associado pode provocar no arquipélago chuva e vento com rajadas na sexta-feira e no sábado, foi divulgado esta segunda-feira.

Em comunicado, o Centro de Previsão e Vigilância Meteorológica dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explica estar previsto que, “nas próximas 72 horas”, o furacão “perca as características tropicais, tornando-se numa depressão extratropical com um sistema frontal associado”.

A passagem deste sistema frontal nos Açores, na sexta-feira e no sábado, deve “provocar alguma precipitação e vento com rajadas até 60 quilómetros por hora”, acrescenta.

De acordo com o IPMA, esta segunda-feira, às 15:00, o furacão Danielle, de categoria 1 na escala de Saffir-Simpson, “encontrava-se a 1.475 quilómetros a oés-noroeste (WNW) dos Açores”.

“O furacão Danielle irá deslocar-se lentamente para nor-nordeste (NNE), não atravessando o Arquipélago dos Açores”, conclui o IPMA.

No domingo, o IPMA informou que o ciclone tropical Danielle se intensificou, tornando-se novamente num furacão de categoria 1, mas "um pouco mais distante do arquipélago".

A escala de Saffir-Simpson é utilizada como medida da intensidade de um furacão e varia de 1 a 5, sendo 5 o mais intenso.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados