Morreram 62 pessoas no trabalho nos primeiros sete meses do ano

CNN Portugal , JGR
23 ago, 07:41
Caterpillar

REVISTA DE IMPRENSA. Morrem duas pessoas por semana a trabalhar. A maioria acontece no setor da construção

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) contabilizou 62 mortais no trabalho até ao final de julho, avança o Jornal de Notícias, esta terça-feira. Quase metade destes óbitos aconteceram no setor da construção, com 30 acidentes mortais.

Além da área da construção, destacam-se também os setores da agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca, que contabilizaram oito mortes cada. Já os setores do comércio grossista e a reparação de automóveis registaram sete mortes cada.

O número de acidentes mortais representa um decréscimo quando comparado com o mesmo período de anos anteriores. Em 2021, por volta da mesma altura, registavam-se 95 mortes, 77 em 2020 e 78 em 2019.

Lisboa é distrito que domina o número de acidenteis mortais, com 12 sinistros contabilizados nos primeiros esses do ano. Segue-se o Porto, com 11, Braga, Aveiro, Leiria e Faro com cinco óbitos cada.

País

Mais País

Patrocinados